Difference between revisions of "Pt/Boeing 707"

From FlightGear wiki
Jump to: navigation, search
(moved Pt/Boeing 707 to ForDelete/Pt/Boeing 707: duplicated)
 
Line 1: Line 1:
#REDIRECT [[ForDelete/Pt/Boeing 707]]
+
{{infobox Aircraft
 +
|image = 707.jpg
 +
|name = Boeing 707
 +
|livery =Beta Cargo, Dominicana, Heavy Lift, Northwest Orient, Olympic, Pan Am, Qantas, TMA Cargo, TWA, [[Air San Francisco]]
 +
|type =Airliner
 +
|fdm =JSBsim
 +
|status =Development
 +
|authors =Innis Cunningham, Erik Hofman (FDM)
 +
|fgname =707
 +
|download =http://www.flightgear.org/Downloads/aircraft/#707
 +
}}
 +
 
 +
{{Languages|Boeing 707}}
 +
 
 +
''Estão inclusos os seguintes modelos: 707-338''
 +
 
 +
O '''Boeing 707''' é um avião comercial a jato de quatro motores desenvolvido pela [[Boeing]] nos anos 50. Em inglês, costuma ser chamado de "Seven Oh Seven". Em português, "Sete Zero Sete", ou então "Zero Sete". A Boeing produziu um total de 1010 Boeings 707, os quais dominaram o transporte aéreo de passageiros na década de 60 e permaneceram muito comuns nos céus durante a década de 70. A Boeing também ofereceu uma versão reduzida, conhecida como Boeing 720.
 +
 
 +
O 707 não foi o primeiro avião a jato comercial em serviço, foi sim o primeiro dessa classe a ter sucesso no âmbito comercial. Em verdade, esse Boeing inalgura a Era do Jato. O majestoso 707 fez da Boeing o maior fabricante de aviões de passageiros e inaugurou a série de aeronaves designada "7x7".
 +
 
 +
O 707-338 é/foi um avião configurável para transporte de passageiros ou carga - foi a variação mais produzida do 707. A versão -320C oferecia piso reforçado e a versão -320B uma nova porta para embarque/desembarque de carga. Um total de 335 unidades dessa versão foram construídas, inclusive um pequeno número equipados com motores P&W JT3D-7 e peso máximo para decolagem de 336.000 lb (152.000 kg). Além dessa variação configurável, um número considerável dessas aeronaves foram entregues na versão cargueiro apenas.
 +
 
 +
A primeira operadora no Brasil foi a Varig, que o fez seu principal avião nas rotas internacionais, até a chegada dos DC-10. Também com um 707, a empresa brasileira protagonizou o maior mistério da aviação mundial: em 1979, o PP-VLU decolou de Tokyo com destino a Los Angeles. Desapareceu minutos depois, sem deixar rastros.
 +
 
 +
==Ligações Externas==
 +
* [http://www.boeing.com/commercial/707family/index.html Página oficial da Boeing sobre o 707]
 +
* [http://pt.wikipedia.org/wiki/Boeing_707 Boeing 707] (Wikipedia)
 +
* [http://presteshangar.blogspot.com Prestes Hangar, pinturas e outras melhorias para o 707]
 +
 
 +
{{Boeing}}

Revision as of 17:51, 18 June 2010

Boeing 707
707.jpg
Tipo Airliner
Author(s) Innis Cunningham, Erik Hofman (FDM)
FDM JSBSim
--aircraft= 707
Situação Development
Download Download the Boeing 707 aircraft package for the current stable release (2020.3).
Template:Languages

Estão inclusos os seguintes modelos: 707-338

O Boeing 707 é um avião comercial a jato de quatro motores desenvolvido pela Boeing nos anos 50. Em inglês, costuma ser chamado de "Seven Oh Seven". Em português, "Sete Zero Sete", ou então "Zero Sete". A Boeing produziu um total de 1010 Boeings 707, os quais dominaram o transporte aéreo de passageiros na década de 60 e permaneceram muito comuns nos céus durante a década de 70. A Boeing também ofereceu uma versão reduzida, conhecida como Boeing 720.

O 707 não foi o primeiro avião a jato comercial em serviço, foi sim o primeiro dessa classe a ter sucesso no âmbito comercial. Em verdade, esse Boeing inalgura a Era do Jato. O majestoso 707 fez da Boeing o maior fabricante de aviões de passageiros e inaugurou a série de aeronaves designada "7x7".

O 707-338 é/foi um avião configurável para transporte de passageiros ou carga - foi a variação mais produzida do 707. A versão -320C oferecia piso reforçado e a versão -320B uma nova porta para embarque/desembarque de carga. Um total de 335 unidades dessa versão foram construídas, inclusive um pequeno número equipados com motores P&W JT3D-7 e peso máximo para decolagem de 336.000 lb (152.000 kg). Além dessa variação configurável, um número considerável dessas aeronaves foram entregues na versão cargueiro apenas.

A primeira operadora no Brasil foi a Varig, que o fez seu principal avião nas rotas internacionais, até a chegada dos DC-10. Também com um 707, a empresa brasileira protagonizou o maior mistério da aviação mundial: em 1979, o PP-VLU decolou de Tokyo com destino a Los Angeles. Desapareceu minutos depois, sem deixar rastros.

Ligações Externas