Pt/Novo no FlightGear

From FlightGear wiki
Jump to: navigation, search

Bem-vindo ao FlightGear! Aqui vamos tentar preparar-lhe para o céu virtual o mais rápido possível. Vamos também introduzir-lhe a algumas características deste simulador de vôo e também alguma informação sobre a comunidade.

Instalação e preparação

Requerimentos de Hardware

Para o FlightGear funcionar sem problemas, é necessário uma placa gráfica com drivers OpenGL 2.0 ou posterior. Isto usualmente não é um problema, mas dê uma olhada em recomendações de hardware para ter uma melhor ideia.

Muitos laptops são conhecidos por terem problemas com o FlightGear, porque a(s) placa(s) gráfica(s) nestes são geralmente inferiores. Veja notebooks que executam FlightGear para revisões de vários sistemas de laptop.

Obter FlightGear

É possível fazer o download dos ficheiros mais recentes na página de downloads de FlightGear. Escolha os ficheiros fonte ou binário apropriados para o seu específico sistema. A maior parte dos utilizadores de Linux descobrirão que a maior parte das distribuições vêm com uma versão do FlightGear empacotada (o nome do pacote pode ser fgfs ou flightgear).

Dependendo do seu nível técnico, pode escolher a versão Git de desenvolvimento do FlightGear, que tipicamente têm mais características e pode ser necessário por aeronaves novas em desenvolvimento, mas pode ser instável e complicado de arranjar para utilizadores além dos do Windows. Em geral, a versão em desenvolvimento não é recomendado ao jogador habitual, mas se está disposto a testar, existe uma nightly build para o Windows e Macintosh disponível para download no Build Server do FlightGear, e um PPA de Ubuntu actualizado diariamente. Se está a utilizar uma cópia controlada da versão Git do FlightGear, pode optar por sincronizar as suas aeronaves ao utilizar a versão controlada do repositório de desenvolvimento de aeronaves FGAddon.

Também pode encomendar o FlightGear num conjunto de DVDs, disponível no site principal do FlightGear.

Instalação

Instalar no Windows

Depois de instalar o FlightGear no Windows, abrirá um programa chamado "FlightGear Launch Control", também conhecido como FGRun.

Aplique as definições seguintes:

  • Executable: O caminho completo do programa do FlightGear (fgfs.exe usualmente C:/Program Files/FlightGear/bin/win32/fgfs.exe ). Pode-se escolher quando uma página de dialogo de selecção de ficheiros aparece, depois de clicar no botão da pasta.
  • FG_ROOT: O caminho completo para o pacote base (directório data/, usualmente C:/Program Files/FlightGear/data). Se este caminho estiver incorrecto, nenhuma aeronave aparecerá e o FlightGear não irá funcionar.

Assim que tiver estas definições padrão definidas, pode clicar em Next para escolher uma aeronave, aeroporto e editar definições adicionais.

Instalar no Mac OS X

Instalar FlightGear no Mac OS X é muito simples. Arraste e largue o ícone do FlightGear na pasta /Applications. Já está.

A primeira vez que começar FlightGear, o seu ícone na Dock saltará por alguns segundos, enquanto carrega informações de aeronaves e aeroportos. Quando o lançador GUI surgir, seleccione uma aeronave e um aeroporto, ao clicar no botão das engrenagens, no lado direito dos nomes. Ao pressionar "Começar Vôo" começará o simulador. Pode configurar mais opções ao usar o lançador GUI. Para mais detalhes, veja o guia de usuário.

Se deseja começar FlightGear com a linha-de-comando, lance /Applications/Utilities/Terminal.app e escreva o seguinte:

cd /Applications/FlightGear.app/Contents/Resources
./fgfs --options..... 

O $FG ROOT e $FG SCENERY não estão predefinidos no Mac OS X. Se deseja especificar estes variáveis por si próprio pela linha-de-comando, execute o seguinte na Terminal.app:

FG_ROOT=/Applications/FlightGear.app/Contents/Resources/data
FG_SCENERY=$FG_ROOT/Scenery

Depois de começar o iniciador de GUI, terá o "alias" para o $FG ROOT em $HOME/Documents/Flightgear/<version> para poder explorar a pasta de dados utilizando o Finder.

Note: Assim que instalar FlightGear, utilizadores de Mac podem localizar a pasta $FG_ROOT ao abrir a pasta de aplicações no Finder, clicar no botão direito em FlightGear, e clicar "mostrar conteúdos de pacote". Isto o levara dentro da pasta de FlightGear. Agora tem acesso a todos os ficheiros incluído data/Aircraft para instalar aeronaves.

Instalar no Linux

A forma mais fácil é, instalar a sua distribuição de FlightGear pela administração de pacotes. Quase todas as distribuições comuns de Linux levam-lhe ao seu repositório. A versão instalada, apesar de nem sempre ser a mais actualizada, torna a instalação muito mais fácil. Se esta a instalar o FlightGear pela primeira vez e só quer experimentar, então este é definitivamente o caminho recomendado.

Se deseja a versão mais recente, e esta não se encontra no seu repositório, existe assim a possibilidade de utilizar pacotes externos. Estes existem, por exemplo, para Debian/Ubuntu (ou utilizar outras distribuições do formato de pacote-Deb), em PlayDeb Repository, para SuSe (aqui) e para outras distribuições baseadas em RPM, como Fedora ou Redhat, aqui. Pode eventualmente encontrar mais pacotes na página oficial ou no forum.

Se não existir pacotes para a sua distribuição, tem que próprio compilar o FlightGear. Para isso, siga o manual Construir o FlightGear - Linux.

Se quer testar a versão de teste actual, pode fazer o download da fonte do repositório oficial Git, e também este próprio compilar. Para Debian/Ubuntu existe um "script" que automatiza estes passos.

Configurar OpenGL

O FlightGear opera melhor com controladores de vídeo OpenGL recentes. Se está a ter problemas em correr o FlightGear, veja configurar OpenGL para mais informação.

Obter Cenários

O FlightGear vem com um conjunto limitado de cenários, que consiste da área a volta do aeroporto internacional de São Francisco (KSFO).

No FlightGear, o cenário é geralmente armazenado na sua directoria $FG_ROOT, e dividido em três tipos de dados:

  • Airports (aeroportos) consiste de dados de aeroportos, como utilização de pistas de aterragem e locais de parqueamento;
  • Objects e Models (objectos e modelos) são edifícios, pontes, torres de rádio, etc.. que representam texturas três-dimensionais;
  • Terrain (terreno) representam os contornos, elevações e o tipo de chão que por cima voa/faz o taxeamento.

Actualmente, a forma de "instalar" novos cenários é ao activar TerraSync, que vai fazer o download e actualização automática de qualquer lugar que visitar, até quando voa! Contudo, algumas pessoas podem ter problemas com isto, portanto, pode fazer o download e instalação de novas partes de cenários manualmente. Quer sejam oficial, o Cenário do mundo, ou personalizado.

O cenário oficial, ainda que desactualizado, esta acessível na secção de download de cenário no web-site do FlightGear, e podem ser instalado ao seguir instalar cenários. Pode precisar de obter objectos de cenário adicionais e mais actualizados à medida que estes ficam acessíveis pela base de dados de cenários do FlightGear. Este é recomendado para utilizadores com conexões de internet fracas ou computadores fracos! Cenários personalizados estão disponíveis em vários sítios- Dê um olhar nos nossos fóruns aqui para os descobrir!

Obter Aeronaves

Para fazer o download adicional de aeronaves individuais para o FlightGear, vá no website do FlightGear e navegue até à página de download, depois, escolha o link de download da aeronave que iguala a sua versão de FlightGear. Para a instalação, veja instalar aeronaves.

Executar FlightGear

Começar FlightGear

Note  Esta secção pode estar desactualizada devido à presença (e domínio) do Iniciador integrado Qt5. Leia o artigo correspondente para obter instruções.

A forma mais fácil de começar o FlightGear é por uma interface gráfica como o FlightGear_Launch_Control(controlo do iníciamento do FlightGear, conhecido por FGRun). Isto é uma front-end para a versão da linha-de-comando.

Porém muitos utilizadores preferem começar o FlightGear pela linha-de-comando. O nome executável é fgfs e pode ser executado sem opções. Se "não for encontrado", provavelmente não está na sua directoria. A localização depende no seu sistema particular e escolhas que fez durante a compilação e instalação. Existe uma liste de parâmetros de linha-de-comando que têm de ser usada de forma a mudar várias opções, como a aeronave que quer. O mais importante:

fgfs --show-aircraft        # mostra uma lista de aeronaves instaladas
fgfs --aircraft=c172p       # começa o FlightGear com a aeronave "c172p" (da lista)

Utilizar o teclado e/ou rato

Utilizadores com acesso limitado a lemes ou outros controladores usam geralmente o teclado ou o rato para controlar a suas aeronaves. Utilizar o teclado para voar pode ser difícil, é recomendado utilizar o rato para voar, entretanto que até um leme barato melhoraria a experiência dramaticamente.

Para arranjar ajuda com os comandos para o teclado, com o FlightGear a correr, vá no menu de ajuda, veja em teclas básicas (para comandos relacionados com o simulador) e teclas comuns de aviões (para comandos universais de todos as aeronaves) e ajuda de avião (para teclas específicas da sua aeronave).

Veio de um outro simulador? Veja comandos de teclas comparados com outros simuladores para uma abordagem na diferença entre os controlos desses simuladores com o FlightGear e a barra do menu e diálogos do FlightGear.

Para usar o rato para voar a aeronave, clique o botão Tab (o cursor devia transformar-se numa cruz) e mova o rato para direccionar a aeronave. Clique no Tab de novo para olhar à volta (o curso devia transformar-se numa seta bi-direccional). Clique de novo para voltar ao modo normal, utilizado para clicar coisas na cabine. Em algumas aeronaves, como o A320neo e A330-200/300, estes controlos não funcionarão, por isso terá de utilizar o botão direito do rato para olhar e o modo de rato estará desactivado. Felizmente, estes aviões são comerciais e são muito estáveis e fácil de voar com o teclado.

Primeira vez na cabine

Encontrar o seu caminho na cabine pela primeira vez pode ser intimidativo.

"Onde está a cabine virtual?" Nem todos as aeronaves no FlightGear vem com um interior, na realidade, alguns projectos científicos podem nem ter um modelo exterior. Um painel 2D poderá aparecer em vez de uma cabine 3D, se tal existir. Pode o desligar ao utilizar o menu das vistas ou Shift+V. Em qualquer outro caso, deverá aparecer sentado na cabine virtual quando o FlightGear começa, enquanto a Vista de Cabine estiver seleccionada (Ctrl+V).

Poderá achar difícil ler alguns mostradores, indicadores e medidores nos painéis de instrumentos. Pode utilizar o Modo de Vista do rato (clique no botão direito deste mesmo até ficar com um cursor bi-direccional) para olhar à volta e a roda do rato para o zoom, ou olhar à volta com a cabeça do leme e o zoom com X e Shift+X.

A primeira coisa que deve fazer ao entrar num leme não familiar é premir Ctrl+C para realçar todos os hotspots. Estes são os controlos dos instrumentos, botões, maçanetas, etc. Muitas aeronaves oferecem um menu de ajude especifico.

Algumas funções, como o começador ou os magnetos podem ser difícil de operar, ou têm carência de hotspots, especialmente quando voa uma aeronave que ainda está a ser desenvolvida. Na maioria dos casos, pode utilizar os controlos equivalentes num painel 2D ou recorrer ao teclado. O teclado funciona sempre conforme as tais atribuições, listadas no menu de ajuda, mas por vezes, estas estão resignados por uma aeronave ou configurações. Novamente, lembre-se de verificar todos os diálogos de ajuda.

Começar o motor

Está ansioso para voar, mas os motores estão desligados. Bem, ligar os motores nem sempre é fácil. Algumas aeronaves vêm com um autostart listado nos menus personalizados, mas aqui está um procedimento geral que deveria funcionar em vários casos.

Em geral, para começar um avião com um motor de pistão, precisa de:

  1. Combustível: Algumas aeronaves começam a simulação sem combustível. Pode adicionar-lho em Equipment > Fuel and Payload;
  2. Mistura correcta: Este geralmente é rich, por isso, puxe o botão encarnado todo para dentro, ou use a tecla m para encher ( Shift+m esvazia);
  3. Escolha os magnetos para ambos: Vire a chave ou clique ~ três vezes para mover pelo R, L, both;
  4. Pressão: Alguns motores começam melhor com um bocadinho de pressão;
  5. Execute o starter; clique a posição começar da chave no painel. ou clique Shift+s. Mantenha o começador premido, mesmo que precise de 10 segundos.

Começar todos os motores numa aeronave multi-motor é semelhante ao de um motor: Excepto que tem de seguir a mesma sequência para cada e todos os motores. O FlightGear fornece um modo conveniente de o fazer com todos os motores ao mesmo tempo: pressione ~ e todos os procedimentos acima funcionarão com todos os motores. Conquanto, tome nota que o painel 2D está conectado somente a um motor e o truque da ~ poderá não funcionar. Igualmente, acelere para se certificar que todos os motores estão ligados.

Estas instruções podem não funcionar com aviões a jacto, helicópteros, ou outros tipos de aeronaves com procedimentos de arranque complexos. Verifique as instruções no menu de ajuda da aeronave (pressione ?) e/ou na wiki de aeronaves. Em geral, para começar o motor num avião do tipo jacto, precisa de:

  1. Ligue o cutoff
  2. Engate o começador
  3. Assim que os motores acarretarem a aproximadamente 5% N1, desligue o cutoff
  4. Desengate o começador assim que os motores atingirem a velocidade operacional

Vôo multi-jogador online

O FlightGear têm alguns servidores de multi-jogador que lhe possibilita voar em céus mais vívidos. Veja Multi-jogador. Também tem o OpenRadar e ATC-Pie, aplicações standalone que lhe possibilita ser um controlador de tráfico aéreo.

Há também o mapa de multi-jogador que lhe permite ver quem está de momento online e até navaids que estejam ao perto de si.

Fazer o primeiro vôo

Realismo

Uma das frequentes perguntas que todos os pilotos novatos perguntam acerca de qualquer simulador de vôo, mas mais no FlightGear, é: "Porque é que o minha aeronave vira para a esquerda constantemente?". Apesar de poderem serem as rajadas de vento laterais, o mais provável é devido ao binário de hélice e o factor P.

Em alguns outros simuladores de vôo, apesar dos slogans contraditórios, são feitos ajustes para que a aeronave seja mais fácil de pilotar. Isto reduz efeitos, como os mencionados acima. O realismo no FlightGear está sempre presente.

Aqui estão alguns dos pormenores realísticos do FlightGear, que pode ser desconcertantes para pilotos novos:

  • "Síndrome de tendência esquerdista", pelas razões mencionadas antes.
  • Erro da viragem de bússola: Uma bússola, quando sujeita ás forças do vôo, tende a virar na direcção oposta por um breve período de tempo antes de fixar da direcção correcta. Isto não é um funcionamento defeituoso (mais sobre isto).
  • O indicador de velocidade vertical (VSI) também está sujeito a erros.
  • O indicador de situação horizontal (HSI) é dirigido por um giroscópio (a qual a razão de também ser chamado de giroscópio direccional), que está sujeito a um fenómeno chamado desvio de giroscópio: o indicador deslizará da direcção actual e tem que calibrado periodicamente (a cada ~15 minutos) para coincidir com a direcção da bússola magnética.
  • Não se pode simplesmente cancelar uma curva ou subida ao centrar o seu joystick ou leme. Têm que o puxar/virar ao sentido oposto para chegar a um vôo estável. Mesmo assim, a sua aeronave não manterá por si mesma a altitude ou direcção. Um erro comum é tentar encontrar uma posição "mãos fora do leme". Enquanto que com o trim é possível deixar a aeronave voar sozinha, é necessário utilizar o auto-piloto ou constantemente ajustar o leme.

Muitas forças actuam numa aeronave em vôo tanto como nos instrumentos e sistemas utilizados para controlo e navegação, e podem ser contra-intuitivas. Os pilotos têm de aprender a reconhecer estes fenómenos e compensar por os efeitos. O FlightGear modela erros de instrumentos que ocorrem no mundo real.

Aeroportos e auxílios de navegação

Quando começa o FlightGear, quer seja pela linha-de-comando ou o interface gráfico, poderá perguntar-se como determinar quais aeroportos estão acessíveis. O FGrun mostra uma lista de aeroportos, mas não poderá ver detalhes como a torre ou frequências de ILS. Não encontrará um mapa a mostrar VORs e as suas frequências. O que pode fazer? Veja Obter mapas aeronáuticos.

No simulador, existe um mapa que pode usar em Equipamento > Mapa, o qual lhe permitirá ver os dados de navegação e as posições dos aeroportos e auxílios. Para mais ajuda com a navegação veja Entendendo Navegação.

Voar utilizando o auto-piloto

Algumas aeronaves requerem que use o piloto automático acessível no menu de Piloto Automático, que é o piloto automático original do FlightGear. Este é o piloto automático genérico, e por isso, muitas aeronaves vêm com pilotos automáticos específicos, amiudamente um modelo da aeronave real.

Para aeronaves que provêem pilotos automáticos, recomenda-se que utilize os controlos disponíveis deste mesmo na cabine virtual. Isto significa clicar nos instrumentos no painel da cabine virtual. Em algumas aeronaves que fornecem um auto-piloto, incluindo a linha dos Airbus e o C172P, o menu do piloto automático será acinzentado e indisponível.

O Cessna 172 vêm com um auto-piloto Bendix/King KAP140 na cabine virtual. Não é possível utilizar o diálogo do piloto automático no menu com esta aeronave. Têm de utilizar o piloto automático no painel.

A comunidade FlightGear

Obter ajuda

Esta página é projectada a dar ao utilizador as coisas essenciais que precisam de saber pela primeira vez acerca do FlightGear. Além do portal de utilizador desta wiki, existem outras páginas que convém ler:

...e canais de comunicação que podem ser utilizados para obter informações ou pedir ajuda:

Personalizar o FlightGear sem o compilar

O nosso website oferece binários pré-compilados para download e instalação no Windows e Mac OS X, enquanto a maior parte das distribuições Linux fornecem uma versão empacotada nos seus repositórios.

Apesar da instalação ser binária, a maior parte dos sistemas do FlightGear estão abertas a configurações por ficheiros XML e scripting Nasal. Está livre e encorajado a fazer alterações dos modelos de vôo de aeronaves, cenários, texturas, shaders OpenGL e qualquer outra característica que deseja modificar para a sua satisfação pessoal ou para partilhar com outros utilizadores de FlightGear. Se é isto o que intende fazer, dê uma olhada ao portal de programador.

Como poder ajudar

1rightarrow.png See Pt/Como ajudar no projeto? for the main article about this subject.

O FlightGear é um projecto baseado em voluntarismo e opensource. Isso significa que tudo e qualquer que encontrar aqui vem de paixão, tempo livre e nada mais. Isto inclui o simulador, os cenários, as aeronaves, a wiki, o fórum e tudo o resto. Voluntários, em outras palavras pessoas que fazem coisas, são fundamentais para este projecto: sem eles, não faria um único passo adiante. Por isso, é essencial que os contribuidores se divirtam com o que fazem.

Se planeia mesmo em contribuir compara este projecto, deve dar uma olhada em alguns artigos que lhe darão sugestões:

Nunca à pessoas suficientes a contribuir, e as áreas aonde ajuda seria apreciada são muitas:

Testar 
Suporte 
  • Ajudar novos utilizadores com o download, a compilar, a instalar e a executar o FlightGear (Forum ou no IRC)
  • Dar ideias e sugestões, veja: Pedidos / propostas / ideias para funções
  • Ajude a limpar esta wiki
  • Ajude a fornecer novo conteúdo para páginas da wiki em falta
Desenvolvimento 
  • Codificação em C/C++:
    • fornecer limpezas de fontes de código (em outras palavras: ajudar no processo de migração para uma abordagem primária inteligente baseado em indicadores de gestão de memória utilizando SGSharedPtr)
    • fornecer correcções de bugs ou novas funções
    • envolver-se em qualquer outro projectos afiliados ao FlightGear
  • Desenvolvimento de aeronaves (modelagem 3D, texturas, FDMs, scripting)
  • Desenvolvimento de cenários (terreno, modelos, clima)