Pt/FlightGear

From FlightGear wiki
Jump to: navigation, search
FlightGear Flight Simulator
FlightGear Flight Simulator logo
O cockpit do Boeing 777-200ER
O cockpit do Boeing 777-200ER
Developed by Desenvolvedores e contribuidores do FlightGear
Initial release 17 de Julho de 1997
Latest release 2018.2.2 (6 junho 2018)
Written in C e C++
OS Windows, Mac OS X, Linux e FreeBSD[1]
Platform Multi-plataforma
Development status Activo (1996-presente)
Type Simulador de vôo
License Licença Pública Geral GNU
Website
NASA OV-10 no FlightGear 1.0


O Simulador de vôo FlightGear (reduzido frequentemente a FlightGear ou FGFS) é uma estructura de simulação de vôo sofisticada, grátis, e completamente open-source, criado por voluntários. O FlightGear é publicado sob os termos da Licença Pública Geral GNU. O FlightGear é principalmente escrito nas linguagens de programação C e C++.

Versões cada vez mais detalhadas e realísticas do FlightGear têm sido publicadas todos os anos desde o começo do projecto em 1996.

A versão oficial mais recente está disponível como um download grátis em flightgear.org/download/, com pacotes fáceis de instalar para vários sistemas operativos, incluindo o Microsoft Windows, Mac OS X e Linux.


História

1rightarrow.png See FlightGear History for the main article about this subject.

O desenvolvimento do FlightGear começou com uma proposta online em 1996, e utilizava um código de gráficos 3D personalizado. O desenvolvimento de uma versão baseada em OpenGL foi forjada por Curtis Olson com começo em 1997. Muitas pessoas têm feito contribuições ao projecto ao longo dos anos desde a sua confecção.

O FlightGear incorporou outros recursos open-source, incluindo o modelo de vôo da NASA "LaRCsim", e dados de elevação disponíveis gratuitamente. Os primeiros binários funcionais, que utilizavam OpenGL para os códigos de gráficos 3D, foi publicado em 1997. O entusiasmo no desenvolvimento das novas versões pelos anos ai fora resultou em progressivamente versões mais avançadas e estáveis. Em 2001, a equipa já começara na publicação de versões beta com frequência e em 2005, a maturidade do software resultou em largas avaliações e uma popularidade crescente. 2007 marcou-se uma transição formal ao sair da fase beta com a publicação da versão 1.0.0, dez anos após a primeira feita em 1997.

O painel do cockpit 3D do A-10 na versão 1.0.0 em 2008

Em 2008, a versão 1.9.0 do FlightGear abrangeu uma mudança crítica de PLIB para OSG, que causou a perda temporária de algumas características como nuvens 3D e sombras, enquanto que novas características recentemente adicionadas, como partículas, adicionou um nível novo de realismo à simulação.


Software

O engine de simulação no FlightGear chama-se SimGear. É utilizado e aplicado a nível de consumidor como em ambientes académicos e científicos, para o desenvolvimento e indagação de ideias na simulação de vôo.

A personalização do FlightGear é ilustrada com a ampla variedade de modelos de aeronaves que estão ao dispor do FlightGear, de planadores a helicópteros, e de aviões comercias a caças a jato. Estes modelos de aeronaves foram contribuídos por várias pessoas.

As aeronaves do FlightGear utilizam em geral um dos dois modelos de vôo, JSBSim e YAsim. De momento só um engine é utilizado para o terreno, TerraGear. Efeictos temporais incluem nuvens 3D, efeitos de iluminação e hora do dia.

Modelos dinâmicos de vôo

Modelos dinâmicos de vôo (FDM) ditam como as simulações de vôo para uma aeronave são feitas. O FlightGear utiliza uma variedade de projectos de modelos de vôo escritos e importados internamente. De momento, o FlightGear é o único simulador de vôo com gráficos em qual todos os FDM são usados, e UIUC e YASim foram desenvolvidos especificamente para o FlightGear.

Versões iniciais utilizavam um FDM baseado em LaRCsim pela NASA, que foi substituído com FDM mais flexíveis.

  • JSBSim - O modelo dinâmico de vôo padrão em uso desde 2000.
  • YASim - um outro FDM que utiliza métodos de calculo diferentes. Introduzido com o 0.7.9 em 2002.
  • UIUC - desenvolvido pela UIUC Applied Aerodyamics Group na Universidade de Illinois em Urbana-Champaign, este também fez uso de LaRCsim. Outrora utilizado amplamente, pelo os dias que passam já vem incluído com o FlightGear.
  • O FlightGear também pode ser programado para renderizar utilizando inserções feitas por uma fonte FDM externa, como as do MATLAB.
  • Outros FDM personalizados para tipos específicos de aeronaves foram escritas, tais como aeronaves para mais leve que o ar.

Dependências do FlightGear

Ao contrário de títulos comercias, o resultado principal do projecto é a publicação simples de uma coleção de códigos. Para o tornar num programa útil, precisa de ser compilado para uma dada plataforma. As bibliotecas de software usadas para criar o FlightGear têm se variado. O principal é SimGear, que é o engine de simulação fundamental para o FlightGear. O TerraGear não é uma dependência, mas simplesmente um nome para o programa padrão de dados de terreno no FlightGear. Para software de som/áudio é utilizado OpenAL, e incluí suporte para SDL (desde 0.9.5). Para rotinas de suporte de hardware é utilizado o PLIB, antigamente também utilizado para suporte de som, qual foi também substituído por OpenAL. OpenGL é utilizado pelas rotinas integradas de gráficos 3D, e outras acelerações de hardware (nomeadamente DirectX) não são suportadas. Também integrado no FlightGear está OpenSceneGraph. Por último, para compilar utiliza-se o DirectMedia Layer, um software de bibliotecas. Algumas dependências variam dependendo da plataforma em que o código está a ser compilado. Os utilizadores do FlightGear têm que compilar o código por si mesmo, ou encontrar terceiros que publiquem um binário, se este não se encontra entre os disponíveis do projecto.

Hardware

O hardware necessário para executar o FlightGear se reduz ás máquinas que suportem OpenGL e aceleração de hardware 3D, com productos da NVIDIA a receberem suporte melhor. Versões prematuras suportavam cartas da 3dfx, mas este foi abandonado com os aumentos dos requisitos hardware.

Add-ons e personalizações

Existem programas que estão integrados no FlightGear (dependências) ou realizam uma função com o simulador. Alguns destes estão incluídos na publicação do FlightGear para uma plataforma específica mas foram feitos pelo projecto, enquanto que outros são distribuídos independentemente mas são suportados pelo projecto do FlightGear.

Um software principal adicional é o interface para começar uma execução do FlightGear. Durante a maior parte sua vida "jovem", o FlightGear era somente começado por interfaces de linhas-de-comando. Contudo, o executor do FlightGear está incluído desde 0.9.3 em 2003. O KFreeFlight é um executor/front-end para KDE. Um executor front-end para Windows é o FGTools. O FGKicker é um front-end baseado em GTK+.

Outros projectos significativos incluem editores e projectos para dados de terreno. O Atlas é um suporte de caminhos/mapas para o FlightGear; o Kelpie Flight Planner serve para planear vôos no FlightGear e é baseado em Java. Por último, o WorldEditor é um editor para pistas de aeroportos e taxiways.

Aeronaves

1rightarrow.png See Table of models for the main article about this subject.

O FlightGear começou com uma aeronave incluída no LaRCsim, uma Navion, que foi substituída por um Cessna 172 em 2000. O desenvolvimento de UIUC tal como JSBsim trouxeram muitas mais aeronaves com eles, tal como o desenvolvimento de YASim, qual se tornou o FDM de uso principal no FG. Mais de 400 aeronaves em mais de 900 pinturas únicas estão disponíveis para a versão 2.12, apesar de só uma pequena fracção esteja incluídas no pacote básico.

Um Boeing 733 estacionado no cenário de EHAM

Cenário

1rightarrow.png See Scenery for the main article about this subject.

O projecto world scenery do FlightGear contém dados de elevação e landclass do mundo inteiro. Objectos, como terminais, moinhos-de-vento e pontes, são colecionadas na base de dados de cenários.

Networking e multi-display

Várias opções de network permitem ao FlightGear comunicar com outras instâncias de FlightGear. Um protocolo multi-jogador está disponível para utilizar o FlightGear numa rede local num ambiente de múltiplas aeronaves. Este pode ser utilizado para vôo de formação ou simulação de torre de controlo. O multi-jogador foi expandido e rapidamente podia-se jogar pela internet. Outras características incluem um mapa baseado em Google Maps que permite a utilizadores observarem onde outros jogadores estão.

Várias instâncias de FlightGear podem ser sincronizadas para permitir um ambiente multi-monitor. Se todas as instâncias estão a correr a FPSs constantes, é possível obter uma sincronização próxima e boa entre monitores.


Código vs. binários do FlightGear

Ao contrário da maior parte de software comercial, as datas da publicação feitas pelo projecto só se aplicam à publicação do código, não um programa executável. Para criar um programa que corra, o código têm que ser compilado, que requer várias bibliotecas específicas, incluindo algumas gerais e em alguns casos, bibliotecas explicitas a certas plataformas. Contudo, dado que esta acção é demasiado difícil para a maior parte dos utilizadores, outros contribuidores trabalharão para que os binários estejam disponíveis para plataformas e sistemas operativos específicos. Estes pacotes variam na sua estabilidade, desempenho, dependências e quão actuais estes estão em relação à base de códigos. Por exemplo, alguns binários velhos funcionam no Mac OS 9, mas publicações mais recentes requerem versões especificas do Mac OS X.

Outro exemplo, em que nos finais de 2012 a publicação de código mais recente era 2.10 (pre-release) e 2.8.0 (final). Os binários estão disponíveis geralmente para a publicação do código mais recente em todos as plataformas principais. Clique aqui para proceder para a página de download de binários do FlightGear.

Os binários para outras plataformas como as de IRIX já não têm suporte, apesar de algumas versões pre-1.0 poderão funcionar e estão disponíveis nos repositórios de código fonte de Git.


Aplicações e usos

1rightarrow.png See Professional and educational FlightGear users for the main article about this subject.

O FlightGear têm sido e está a ser utilizado numa ampla variedade de projectos nas áreas académicas, industriais (incluindo a NASA) e cockpits de bricolage.


Avaliações

1rightarrow.png See FlightGear Reviews for the main article about this subject.


Ligações externas

1rightarrow.png See Links for the main article about this subject.


Referências
  1. http://www.flightgear.org/download/main-program/. Retrieved February 15, 2015.